segunda-feira, 5 de maio de 2014

Rumo pra vida

Oi,
Bom resolvi voltar a postar porque muita coisa mudou desde que cheguei aqui.
Quando a gente tem um sonho, trabalha exustivamente nele, coloca energia, suor, preocupações e tem muita ansiedade envolvida, mas quando você realiza... ai que delícia que é!!! É simplismente indescritível a sensação de estar com as passagens na mão carregando a mala pra fazer o checkin no aeroporto, e depois vem o treinamento, e depois a chegada na família e pra tudo isso, ai Pai do Ceu... Haja Coração!!!! Mas sério, é uma ansiedade tão deliciosa que agora olhando pra trás tenho a sensação de que valeu a pena.
Em alguns dias completo 9 meses aqui. Gente, muita coisa aconteceu, muitos dos meus objetivos mudaram e agora, me sinto como me sinto em busca de um novo sonho, de um novo desafio e de algo que faça meu coração palpitar e minha mente ficar pilhada com qualquer sinal de realizão.
É muuuito bom realizar um desejo, principalmente quando você trabalhou duro pra fazer isso acontecer, mas sabe o que tô descobrindo, que a parte mais excitante de tudo isso, é se sentir mais preparada e cada vez mais capaz de alcançar objetivos maiores.
Quando eu cheguei aqui meu inglês era muito básico, no treinamento pastei horrores, mas hoje me sinto confortavel o suficiente pra falar com quem quer que seja sobre vários assuntos. Ainda cometo muitos erros gramaticais, ler pra mim ainda é um pouco difícil, ainda erro bastante na escrita, mas meu listening melhorou absurdamente. O que eu fiz pra sentir que meu inglês melhorou muito? Bom, eu tive a sorte de me apaixonar aqui, estou namorando há quase 7 meses, ele é Americado e por causa desse relacionamento pratico muito o inglês, mas acredito que seja possivel melhorar sem precisar namorar, tudo depende do seu foco e força de vontade.
Mas enfim, quando vim pra cá, estava muito numa fase da vida em que precisava de uma pausa. Minha vida no Brasil estava se encaminhando muito bem obrigada (faculdade e especialização concluidas e uma ótima proposta de emprego), mas sentia que ainda não estava preparada pra assumir um trabalho e começar uma vida de "adulta", é isso mesmo. Eu sempre trabalhei, meus pais nunca me deram um real pra pagar a faculdade nem a especialização, e sempre enchi o peito pra dizer que faço questão de ser independente. Mas a verdade é que ao mesmo tempo, sempre morei com os meus pais e nunca tive o combo de resposabilidades que uma vida adulta requer.
Pois bem, decidindo buscar mais um desafio, buscando me conhecer melhor e me dar um break, decidi ser au pair. E olha gente.... ôh vidinha fácil... ok, ok, cuidar de criança as vezes é dificil, tem host family que não ajuda e tudo mais. Mas beja bem, estamos em um pais diferente, morando numa casa e com pessoas que nos dão todo o suporte básico pra viver num outro pais, recebemos pouco é verdade, mas também não pagamos água, luz, telefone, internet, alimentação, aluguel, seguro de carro, parcela de carro... enfim.... imagina se tivessemos que fazer isso, talvez sobrasse menos do que os nossos humildes 195,75 por semana.... Mas, falei tudo isso, só pra dizer que aqui, mesmo longe da familia e tudo mais, ainda não considero que tenho uma vida adulta.
Decidi extender mais um ano como au pair, mas usarei esse ano diferente deste que foquei pra aprender inglês e aproveitar a vida, pra me desafiar de novo, e ir em busca de outro sonho.
Me formei em psicologia, mas joguei vôlei durante toda a minha adolescência e sempre tive o sonho de me envolver profissionalmente com o esporte. Psicologia do Esporte foi uma coisa que sempre me encantou, e já inclusive dei alguns passos no Brasil em direção a isso. Mas agora estou aqui.... e durante um ano, não fiz nada muito além de ir pra academia e pensar em escrever um artigo sobre a minha dissertação da especialização, mas até ai, isso ainda tá só no pensamento.
Decidi que no proximo ano, vou cursar pelo menos uma classe de college que essa vai ser relacionada com psicologia do esporte, ou algo relacinado a fisiologia, nutrição esportiva.... Estou agendando pra janeiro um advising no college que tem perto de onde moro pra entender quais são as minhas possibilidades em relação a isso.
Eu também descobri aqui a Yoga e o Crossfit, duas coisas que me apaixonei. Yoga costumo fazer na academia, e o Crossfit (http://www.youtube.com/watch?v=tzD9BkXGJ1M) esse sim está se transformando num sonho. Assim com ser au pair foi pra mim durante três anos da minha vida, em que idas e vindas, devagarzinho dei um jeito de estar aqui.
E me dei conta disso, quando estava gastando horas do meu dia vendo videos de exercicios, e tentando repetir alguns sozinha na academia e olhando schedule e preços de academias pela região e tentando saber quais são os nomes das pessoas importantes na modalidade e tudo mais. Assim como eu fazia, com os vídeos e blogs de au pair antes de chegar aqui.
Começar a treinar em Crossfit não vai ser tão fácil assim, é um esporte caro pra o salário de uma au pair. Eu vou viajar em Fevereiro com o meu namorado pra Cancun e estou guardando todos os centavinhos pra isso, além do mais tem que pagar as taxas da CC de seguro e extensão... =(
O meu plano é começar assim que trocar de família, pq saberei onde vou morar e fica mais fácil achar o lugar mais próximo e tudo mais.
Bom, por enquanto é isso.

2 comentários:

Obrigada pela visita !